terça-feira, 21 de outubro de 2014

JANGADEIRO: EUNÍCIO REAFIRMA DISPOSIÇÃO E INDEPENDÊNCIA PARA GOVERNAR O CEARÁ

"Não tenho chefe, sou livre como você, cearense, e quero entregar a minha experiência de gestorparlamentar líder do PMDB e ministro do presidente Lula, a minha ficha limpa e o meu comportamento éticoPeço humildemente o seu voto, para que a gente possa fazer no Ceará um novo jeito de governar e um novo momento de diálogo que esse estado tanto necessita, voltando a ter orgulho de si".
 
A conclamação do candidato a governador Eunício 15 foi feita na tarde desta segunda-feira, durante o debate eleitoral promovido pelo Sistema Jangadeiro de Comunicação.
 
"Eu vou instituir um novo jeito de governar o Ceará. Aqui tem escola, mais não tem equipamentos que garantam condição ao estudante de aprender e nem como ele chegar até a sala de aula. Se eu for governador, pela vontade do polo livre do Ceará, vou instituir o Passe Livre Educação para estudantes e professores. A escola tem que dar vontade ao aluno de estudar e, para isso, vou criar o Escola Mais, e implantar o verdadeiro sistema de ensino em tempo integral no Ceará, para atender a pelo menos 200 mil jovens", defendeu Eunício.
 
Segurança
 
Na área da segurança pública, Eunício afirmou que não há como tolerar mais o fato de que, a cada duas horas, uma pessoa é morta pela violência no Ceará. "São 60 mil mandatos de prisão em aberto e ninguém é preso. As polícias foram distanciadas pelo Governo, que as desorganizou, e os resultados estão aí. Comigo no Governo vai ser diferente. Vou unificar as polícias e vou cuidar da segurança como fez Eduardo Campos", assegurou.
 
Eunício disse que o uso da droga é um drama que aflige cerca de 100 famílias no Ceará. "Se o povo do Ceará me der essa oportunidade, terei a mão dura contra os traficantes e a mão macia para cuidar dessas pessoas que são abatidas pelo vício. O Governo hoje não cuida dessas pessoas, pois apenas 500 estão sendo atendidas. Vou fazer convênio com prefeituras, igrejas e entidades que trabalham nesse tema", destacou o candidato, em referência à Rede Juntos pela Vida.
 
Gestão Pública
 
Em resposta ao questionamento da ouvinte Ângela Marino, sobre a moralidade na gestão pública, Eunício lembrou que foi escolhido como o senador do Brasil por sua luta contra a corrupção e pela desburocratização no Poder Público. "Sou o autor da ampliação da Lei da Ficha Limpa, para fazer com que aqueles que desviaram dinheiro não possam participar da vida pública no Brasil. Lamentavelmente, o país ainda não impede que uma pessoa que tem todos os bens bloqueados pela Justiça possa participar das eleições", ressaltou.
 
Atenção às mulheres
 
Em atenção às mulheres, o candidato do PMDB afirmou que vai implantar Delegacias da Mulher no interior para funcionar 24 horas. A 13ª parcela do Bolsa Família, que será paga às mães de família atendidas pelo programa federal, é outro compromisso de Eunício que reafirma o apoio ao protagonismo da mulher.
 
Distritos industriais
 
Eunício apontou a concentração do desenvolvimento e falta de incentivo por parte do Governo do Estado como as grandes vilãs da falta de emprego no Ceará. "Como governador, se o povo do Ceará me der essa oportunidade, vou levar o desenvolvimento para o interior, criando os distritos industriais em cada região. As pessoas querem ser felizes onde nasceram e é lá onde vou criar emprego de qualidade e dar oportunidade aos mais de 500 mil jovens que não trabalham e nem estudam no Ceará", declarou.
 
Saúde
 
A saúde é outro drama vivenciado diariamente pelo cearense. Embora reconheça que alguns equipamentos importantes tenham sido construídos, Eunício lamentou que os mesmos não funcionem por falta de estrutura e de pessoal. "Transportar os médicos daqui para Sobral é mais caro do que o que é pago par aos profissionais. Vou contratar 12 mil profissionais de saúde por concurso público, para colocar o atendimento para funcionar. O que aconteceu em Acaraú é doloroso. Um hospital foi construído pelo Governo do Estado, inclusive com recursos federais, e está há quatro anos inaugurado sem funcionar. Vou colocar os hospitais para funcionar e entregar o remédio em casa", enalteceu.
 
Ressaltando que seu concorrente nunca exerceu mandatos de deputado federal ou senador, de modo a nunca ter alocado recursos para o Estado, Eunício criticou o desempenho do programa Minha Casa Minha Vida no Ceará, que é um dos piores do Brasil. "Eu queria é que você falasse a verdade, pois não trouxe um centavo para o Projeto Maranguapinho. Você fala no Minha Casa Minha Vida, é do Crato, mas não construiu uma única casa na zona rural. Esse governo usou recursos do Fundo de Combate à Pobreza para criar cargos e colocar neles apaniguados políticos", contestou.  
 
Ao agradecer o Sistema Jangadeiro pela oportunidade de apresentar suas propostas para um novo jeito de governar o Ceará, Eunício concluiu: "Tudo o que for bom, vou dar continuidade. O que está ruim, como é o caso da saúde e da segurança pública e de tantas outras áreas, vou mudar profundamente. Serei o governador das mudanças dessas coisas que estão erradas".

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

DEBATE O POVO: EUNÍCIO APRESENTA UM NOVO JEITO DE GOVERNAR

Qualificar a mão de obra do Ceará e criar os distritos industriais no interiorgeração de empregos de qualidade, principalmente para os jovens cearenses, foram algumas das propostas apresentadas por Eunício 15 governador, durante debate realizado na noite deste domingo, 19, pela TV O Povo.
O candidato reafirmou aos eleitores cearenses suas principais ideias também para áreas como saúdeeducação,segurança pública e cultura, afirmando que o seu propósito é implementar um novo jeito de governar o Estado pautado no diálogo.
"Eu não tenho padrinho, não tenho chefe. No governo, só terei que dar satisfação a você, eleitor", destacou Eunício. Na condição de candidato independente, que tem como dever dar satisfação de suas ações unicamente ao povo cearense, o peemedebista apresentou suas propostas e mostrou os reais dados do Estado. Na área do emprego, por exemplo, ele aponta que, atualmente, 500 mil jovens nem trabalham, nem estudam. A saída, segundo aponta, é garantir primeiro a qualificação desses jovens.
Para Eunício, a proposta do candidato do PT, em instalar um polo metal mecânico para gerar novas vagas de emprego, não irá resolver o déficit de desemprego no interior do Estado, porque simplesmente não chegará a todas as regiões. "É preciso que se faça o desenvolvimento integrado para todos os municípios do Estado", defende.
Outro ponto importante para o futuro dos jovens é a educação. Segundo Eunício, a escola de tempo integral não aconteceu verdadeiramente no Ceará, mas apenas escolas profissionalizantes. Ele lembrou que ajudou a aprovar no Congresso Nacional o aumento de 5% para 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação, a fim de que tenhamos verdadeiramente escola em regime de tempo integral, onde os alunos cumpram as aulas regulares em um período, e no outro tenham atividades culturais, artísticas e esportivas. "No meu governo vou colocar 200 mil alunos em escola de tempo integral verdadeira", prometeu.
FECOP
Eunício questionou ao candidato do PT sobre a destinação dos recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop). Para o peemedebista, essa verba deve ser utilizada para combater a pobreza no Estado, investindo em ações e programas que venham melhorar a vida dos cearenses, como o Minha Casa Minha Vida, e não para desapropriar casas de obra inacabadas do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e criar cargos no Governo.
Sobre a segurança pública, uma das áreas mais críticas do Estado, Eunício se comprometeu em reabrir o diálogo com a polícia e aproximar as Polícias Civil e Militar. Na avaliação do candidato, o programa Ronda do Quarteirão foi criado como uma terceira Polícia e não resolveu o problema da violência, prova disso é que Fortaleza é a sétima cidade mais violenta do mundo. "As Polícias foram desmanteladas, não qualificaram os profissionais, não fizeram as promoções adequadas, e o que estamos vendo no Ceará são as pessoas de bem trancadas em casa e os bandidos soltos nas ruas", lamentou.
Saúde
Saúde foi outro tema abordado durante o debate. Eunício ressaltou que o Estado ainda possui a dura realidade de pacientes aumentado as filas nos corredores dos hospitais à espera de atendimento. De acordo com ele, o Ceará, entre os Estados do Nordeste, é o pior em saúde pública. Embora equipamentos tenham sido construídos, observa, infelizmente o Ceará não tem condições de atender a população. "Ando no interior e vejo o drama das pessoas e famílias que não conseguem ser atendias", lamentou.
Ainda sobre propostas do candidato para a área, estão o concurso para 12 mil profissionais de saúde; a construção de dois hospitais, um no Vale do Jaguaribe e outro na Região Metropolitana de Fortaleza; e, o programa Remédio em Casa, que vai levar medicamentos aos diabéticos e hipertensos, através dos Correios, gratuitamente.
Cultura
Questionado sobre os investimentos a serem feitos, Eunício garantiu que não terá dificuldade para ampliar o orçamento. Durante os últimos oito anos, avalia, nada foi feito para essa pasta, que foi totalmente desprezada pela atual administração estadual. "A cultura será tratada de forma diferenciada. Tenho liberdade e compromisso para dobrar os valores destinados para a cultura cearense", destacou.
Ao final do debate, Eunício agradeceu aos eleitores cearenses que lhe recebem de forma carinhosa por todo o Estado. Eunício 15 se comprometeu, como governador, a implantar uma nova forma de governar o Estado, ouvindo e dialogando com as pessoas. "Peço a confirmação do seu voto no 15 de Eunício para que a gente tenha um novo jeito de governar esse Estado. Quero oferecer ao povo cearense a minha independência e a minha capacidade de gestão", finalizou. 

MARACANAÚ E MARANGUAPE PERMANECEM COM O 15 DA MUDANÇA

Após darem vitória a Eunício 15 governador no primeiro turno das eleições 2014, os municípios de Maracanaú e Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza, confirmaram, na noite deste sábado, 18, que permanecem com o peemedebista na disputa do segundo turno.
 
Em carreata ligando as duas cidades, a "Onda Verde" mostrou sua força. Foram quase quatro horas de um percurso capitaneado por Roberto Pessoa vice-governador, uma das maiores lideranças do Ceará, e preenchido por milhares de veículos. Terceiro lugar no primeiro turno, a ex-candidata e deputada estadual Eliane Novais (PSB) participou da atividade.
 
Ela anunciou apoio a Eunício menos de uma semana depois do fim do primeiro turno. Na carreata de ontem, agradeceu o apoio do eleitorado dos dois municípios. Eliane terminou a eleição com 144.507 votos. Ou 3,39% do total. "Muda, Ceará! O Ceará precisa de mudança! Vamos com a gente, juventude", dizia a socialista.
 
Por onde passava, a Caravana do 15 era aclamada. Moradores, comerciantes, motoristas e policiais faziam questão de declarar apoio à candidatura que representa o início de uma nova era na administração pública do Ceará.
 
"Muito bem, Eliane, você fez a escolha certa. 'Bora' ganhar essa eleição e tirar esses irmãos do poder", acrescentou uma moça enquanto a carreata passava.
 
Ao final do evento, Roberto Pessoa resumiu o que será essa última semana antes da votação. "Vão ser sete dias de muito trabalho e de muito contato com o povo para conquistar com o nosso projeto os que ainda estão indecisos. Nosso projeto vai melhorar a segurança pública, o atendimento ao agricultor, a saúde e a educação, com escola integral em pelo menos 70% dos municípios", exemplificou.
 
O candidato a vice-governador pela Coligação "Ceará de Todos" se disse confiante na vitória, apesar de todas as pressões feitas pelo atual Governo para eleger um "preposto". "Estamos totalmente otimistas, porque a máquina que importa é a do voto secreto e sagrado, que o povo do Ceará vai dar a Eunícico", afirmou Roberto.

domingo, 19 de outubro de 2014

Saiu no Blog do Mino

Depois de afastado do comando da campanha do candidato do PT, Camilo Santana, o prefeito Roberto Cláudio perdeu também o controle da administração de Fortaleza. Está sentado na cadeira apenas para cumprir ordens dos irmãos Cid e Ciro Gomes. Por determinação de Ciro, Roberto Cláudio convocou uma reunião com todos os diretores de escolas públicas da capital cearense. No encontro, Ciro mostrou um mapa onde há urnas funcionando nos prédios dessas escolas. Avisou que o candidato Eunício Oliveira venceu em Fortaleza, e ele não permitirá mais isso.


Para virar o jogo, Ciro não respeita regras e leis: todos os diretores , secretários e coordenadores de escolas trabalharão vestindo amarelo no domingo dia 26. Ficarão na porta das escolas mandando os pais dos alunos votarem em Camilo. Quando uma professora indagou de Ciro se não havia risco de prisão por boca de urna, o poderoso irmão do governador Cid disparou: nós mandamos, ninguém vai ser preso. E concluiu: na escola onde Eunício ganhar de Camilo o diretor será demitido. Não é mesmo prefeito? Como bom subserviente, Roberto Claudio assentiu com a cabeça confirmando a ameaça.

CAUCAIA: EUNÍCIO VISITA DISTRITO DA JUREMA E REAFIRMA COMPROMISSOS

distrito da Jurema, no município de Caucaia, tem potencial para ser a quinta cidade mais populosa do Ceará, caso se concretize um sonho da comunidade local: a emancipação. Esse tema e outro como a contenção definitiva do mar nas praias de Icaraí  foram discutidos neste sábado,18, em uma grande caminhada da coligação “Ceará de Todos”, encabeçada pelo candidato a governador Eunício 15.
 
Ao lado da futura primeira dama, Mônica Oliveira, do deputado federal reeleito Danilo Forte, do presidente da Câmara Municipal de Caucaia, Eduardo Pessoa, da deputada estadual Eliane Novais (PSB), candidata a governadora no primeiro turno, deputado estadual Roberto Mesquita, e de diversas outras lideranças políticas e populares de Caucaia, Eunício caminhou pela Jurema conversando com a população, ouvindo seus principais desejos e suas maiores preocupações.
 
Os trajetos centrais da caminhada foram a Avenida Dom Almeida Lustosa, corredor comercial da Jurema, bem como a Feira da Jurema. A adesão da população à mensagem da mudança foi calorosa. Populares, comerciantes e comerciários se revezavam em busca do aperto de mão, da demonstração de confiança e do estímulo a mais nesta reta final de campanha.
 
A Onda Verde tomou conta da Jurema, Eunício foi muito bem aceito. Até porque a Jurema foi esquecida pelo atual governo. Cid Gomes abandonou a Jurema em meio à violência, à falta de saneamento básico, à precariedade no transporte coletivo. Para que a Jurema se coloque como uma cidade emancipada, que Eunício tem esse compromisso comigo, vamos votar no 15 dia 26, para Eunício fazer da Jurema a quinta cidade do Ceará”, defendeu Danilo Forte.
 
Durante a caminhada, a família de dona Ivanete Carvalho, que há 40 anos mora na Jurema, acolheu Eunício em sua residência. Com uma grande festa, reafirmou a vontade de apoiar um novo jeito de governador o Ceará. “Votamos no primeiro turno e vamos votar em Eunício de novo, para o bem do Ceará e da nossa Jurema”, ressaltou.
 
Eunício reafirmou seu compromisso com as principais demandas de Caucaia, que buscam oferecer uma melhor qualidade de vida para a população. A contenção definitiva do mar nas praias de Icaraí é uma das prioridades apresentadas pela população. Um projeto elaborado pelo Labomar, da Universidade Federal do Ceará, com orçamento de R$ 112 milhões, já foi encaminhado ao Ministério da Integração.
 
Infraestrutura hídrica
 
Outra preocupação de Eunício com a cidade de Caucaia é garantir a implementação do projeto de integração de bacias que vai perenizar a água que sai do Açude Gavião, passa pelos Sítios Novos, em Caucaia, e chega ao açude General Sampaio. A obra vai garantir o abastecimento d’água da bacia do Rio Curú, beneficiando 22 municípios da região, que hoje sofrem com a falta de água para o consumo humano e para a produção.
 
O educador João Oliveira também prestigiou a caminhada do 15 na Jurema. Para ele, independente de quem vença as eleições no âmbito do Governo Federal, o Ceará ficará bem com Eunício no Governo do Estado, devido à experiência e ao prestígio obtido pelo hoje líder do PMDB no Senado Federal em Brasília, por meio de muito trabalho.

MÔNICA OLIVEIRA MOVIMENTA FORTALEZA

“Hoje, nós jovens, temos duas opções ou optamos por trabalhar cedo para ajudar a família ou ocupamos a cabeça com o que não tem futuro, desse jeito não chegamos aos 20 anos. Precisamos de alguém que incentive os jovens a ter futuro, esse alguém é Eunício”, declarou Taiane Ribeiro, 24, costureira. Com bandeira na mão, a jovem fez questão de afirmar seu voto: Eunício 15.
Taiane mostrou seu entusiasmo quando participava da “Onda Verde” do 15 com Mônica Oliveira, esposa do candidato, nos bairros Padre Andrade e Jardim Iracema, na tarde desta sexta-feira, 17. A jovem fez questão de ir para as ruas afirmar que Eunício Oliveira é a melhor opção para o Ceará. “Ele foi pobre e conhece o sofrimento da gente, sabe como é difícil crescer sem oportunidade. Ele cresceu pelo esforço e força de vontade. É um batalhador e por isso merece meu voto”, pontuou.
Mônica foi acompanhada durante toda a caminhada por lideranças comunitárias, pelo vereador e deputado estadual eleito Walter Cavalcante (PMDB), e mais de mil militantes. Mônica fez questão de visitar casa por casa, conversando e ouvindo as pessoas. Além da queixa sobre a falta de oportunidade para os jovens, outra demanda bastante citada foi a saúde.
“A saúde precisa de tudo”, observou Milland Rodrigues, 67, auxiliar de enfermagem, que esperava na porta de sua casa. De acordo com ela, não há apoio aos profissionais de saúde e não há condições adequadas para um bom atendimento. Para Milland, a proposta de Eunício em realizar concurso público para 12 mil profissionais da saúde é uma medida providencial e que ajudará muito a saúde em todo o Estado. “Por tudo que vi de Eunício e pelo que tenho acompanhado, sei que ele vai dar um jeito no Ceará”, destacou.
Francisca Ednilma Santana, 38, dona de casa, lamentou não conseguir marcar uma consulta. Se queixa de dores, mas não sabe dizer o que tem, nem quanto tempo peleja para conseguir atendimento. “No hospital não somos bem atendidos eu já tentei, mas não consigo consulta”, reclamou. Na porta de casa, acompanhando a “Onda Verde”, disse que seu voto é no 15 e não tem jeito de mudar. “A gente tem que procurar quem é o melhor. Tenho fé que ele fará alguma coisa”, disse.
Delmira Oliveira, 62, aposentada, também pediu melhorias para a saúde. “É o que mais precisamos”, comentou. Ela defende ser Eunício o único candidato que serve para governar o Ceará. “É o homem certo”, garantiu. Prova disso, segundo Delmira, são as propostas do candidato do 15. As que mais chamam a atenção, segundo ela, são aquelas voltadas para os mais pobres, como o décimo terceiro para quem recebe o Bolsa Família e a extinção das casas de taipa.
Para Mairton Pinto, 42, mobilizador social do bairro Jardim Iracema, Eunício já mostrou em sua trajetória política que tem todas as condições de trazer as mudanças que o Ceará necessita. “Eunício é um homem sério e competente. Tenho certeza que ele vai desenvolver o nosso Estado”, argumentou. Na sua opinião, uma das propostas mais relevantes de Eunício é a garantia da escola em tempo integral, entendendo que essa medida ajudaria muito na melhoria de outra área, a segurança pública.
Conforme Mônica Oliveira, ouvindo os cearenses durante as caminhadas, as maiores queixas são sobre segurança pública e saúde e, no caso das mulheres, creches para os filhos. Nos bairros Padre Andrade e Jardim Iracema, revela, foi a saúde a área mais citada. Um ponto observado durante essas visitas é que cada vez mais as pessoas estão procurando as propostas de Eunício e identificando nelas a saída para os problemas das populações carentes.
“As pessoas estão encontrando no Eunício 15 tudo aquilo que elas esperam do governo, um novo jeito de governar. 
Hoje saio feliz daqui porque o nome do Eunício foi plenamente lembrado, as pessoas na rua me chamando de um lado e de outro. Isso significa que as propostas dele estão coerentes com a situação atual do Ceará”, comemorou Mônica.
Walter Cavalcante disse estar sentindo cada vez mais as pessoas pedindo por mudança e por um novo Ceará. Para ele, Mônica Oliveira é uma força importante ao longo dessa campanha, pois ela também vai às ruas ouvir os anseios do povo. “Onde o Eunício não está, ela está. Isso é muito importante para todos nós”, finalizou.

sábado, 18 de outubro de 2014

MEMBROS DO PSC CONTRARIAM PRESIDENTE E REAFIRMAM APOIO A EUNÍCIO

Mesmo após oficializar apoio ao candidato governista, diversos integrantes do PSC procuraram a coordenação da campanha do candidato Eunício Oliveira para reafirmar que, neste segundo turno, continuarão ao lado do peemedebista em busca da verdadeira mudança que o Ceará precisa.
Em reunião no Comitê Central, nesta sexta-feira (17), lideranças asseguraram que o apoio oficial do PSC ao candidato governista se deu sem ouvir as bases. “Nós é que estamos nos bairros, nas comunidades ouvindo o desejo da população que clama por mudança, e a decisão tomada pelo presidente não representa o que essa base quer”, afirmou o Pastor Rubens Pontes, membro do PSC, referindo-se a decisão tomada pelo dirigente da sigla, Wellington Sabóia.
O pastor ainda afirmou que a maioria dos líderes do PSC irão intensificar as atividades em prol da candidatura peemedebista em várias regiões do Ceará, mas principalmente nos bairros de Fortaleza. “Esse grupo é de uma palavra só. Apoiamos Eunício no primeiro turno e vamos cair em campo ainda mais fortes por Eunício”, garantiu Pontes.
Também estiveram presentes confirmando apoio e voto no 15 os candidatos que disputaram vaga para a Assembleia Legislativa pelo partido, como o Vigilante Fábio Ripardo, Camilo Barbosa, Irmão Moisés, Pastor Gomes Teixeira e a líder Patrícia Santos.
O PSC, partido que compõe a coligação Ceará de Todos, atuou a favor da candidatura peemedebista durante o primeiro turno, mas no início da semana o presidente da agremiação oficializou apoio ao candidato indicado pelo atual Governo. 

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

LÍDERES DO PP ANUNCIAM APOIO A EUNÍCIO

A dez dias de acontecer o segundo turno das eleições do Ceará, mais líderes partidários declararam apoio voluntariamente à candidatura de Eunício 15 governador. Na noite desta quinta-feira, 16, representantes do Partido Progressista (PP) oficializaram estar ao lado de quem representa a verdadeira esperança para o povo cearense.
 
Em evento realizado no Comitê Central da coligação "Ceará de Todos", em Fortaleza, o vice-presidente da legenda no Estado, Chagas Macêdo, justificou a adesão dizendo que ela tinha sido pensada "pelo bem do Ceará". "Porque o Ceará precisa de mudanças. E você é um homem que tem serviços prestados e nos representa muito bem", declarou se referindo ao candidato.
 
No primeiro turno, o PP compôs chapa proporcional com o candidato a senador da coligação governista, derrotado por Tasso Jereissati (PSDB), da coligação "Ceará de Todos". "Eunício tem consciência da importância do trabalho que faz, é um homem de mãos limpas. Está nas suas mãos o nosso trabalho. Queremos trabalhar por um Ceará melhor. Estamos fechados com o senhor para o que der e vier", disse. Juntamente com o vice-presidente do partido no Ceará, também aderiram à candidatura de Eunício vereadores das cidades do interior como Itapajé,Maranguape, Irauçuba.
 
Eunício agradeceu o apoio e reafirmou o compromisso em executar todos os programas propostos durante a campanha para o seu governo. Ele enalteceu a necessidade urgente de melhoria no setor da segurança pública, para o qual vai criar oito bases de helicópteros no Interior com o intuito de facilitar a atuação policial no combate ao crime organizado.
 
"92% dos crimes de morte do Ceará não são investigados. Os bandidos estão soltos, matando, estuprando... As pessoas estão descrentes com esse quadro perverso da insegurança. Mas segurança pública tem jeito, sim. O que falta hoje é uma pessoa que assuma esse compromisso", declarou o peemedebista.
 
Ele lamentou a postura do governador Cid Gomes em relação à Polícia Militar. "O irmão dele diz que a PM tem milícia. E ele diz que a PM não presta. Ao invés de coordenar os trabalhos, ele insulta os profissionais. Se afasta da corporação. Daí a importância da Força Nacional de Segurança no segundo turno aqui."
 
À imprensa, Eunício comentou a expectativa para os três debates do segundo turno (TV O POVO, Tribuna Band News e TV Verdes Mares). "Esses debates servem pra deixar bem claro pra população quem quer continuísmo e quem quer mudança. Está ficando muito claro, agora que temos tempo de TV igual, tempo de rádio igual e quantidade de inserções na mesma dimensão, a proposta de quem está no poder e quer continuar por mais quatro anos através de alguém que vai representá-lo como preposto, e a proposta de alguém com experiência, independência e as mãos limpas para governar o Ceará."

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

MILAGRES E BARBALHA APOIAM EUNÍCIO 15 GOVERNADOR

O cenário de festa democrática foi testemunhado por milhares de pessoas que se reuniram, em Milagres, no sertão do Cariri, para prestigiar comício da coligação "Ceará de Todos", na noite desta quarta-feira, 15. O candidato a governador Eunício 15, ao lado de seu companheiro de chapaRoberto Pessoa, renovou publicamente a disposição de colocar o Ceará em um caminho de desenvolvimento com justiça social.
"Chegou a hora da verdade. O povo vai dizer no próximo dia 26 que não quer continuar com essa segurança pública que está aí, que mata um cearense a cada duas horas. Que não aceita mais ir ao hospital e não ter um remédio ou até mesmo o atendimento. Que não quer mais ver o povo morrendo de sede, enquanto o governo se ocupa em construir um aquário", declarou.
Ressaltando a passagem do dia do professor, neste 15 de outubro, Eunício lamentou que professores das universidades estaduais estejam em greve porque o governo do Estado se recursa a contratar os docentes concursados. "Vamos fazer concursos e implantar o plano de cargos e carreiras. Dá pra fazer e eu vou fazer", assegurou.
prefeito de MilagresDr. Hellosman, um dos anfitriões do encontro, justificou seu apoio a Eunício enaltecendo a competência do candidato. "O senador nota 10 vai ser o governador nota 10. Vamos votar naquele que vai trazer indústria para o interior e que vai instalar um braço da Universidade Regional do Cariri em Milagres. Vamos às ruas, trazer mais um voto, para que a gente possa eleger esse grande governador", conclamou.
Dona Inês, de 76 anos, não tem mais obrigação de comparecer às urnas. No entanto, ela assegurou que vai exercer seu direito de eleitora para, no dia 26 de outubro, confirmar o 15 de Eunício. "Adoro ele. Estou certa de que Eunício vai ganhar e ser um grande governador", destacou.
Barbalha
O candidato do PMDB ao governo do estado, Eunício 15, e seu vice, Roberto Pessoa, foram aclamados pela população de Barbalha, município da Região Metropolitana do Cariri, no início da noite desta quarta-feira, 15. Centenas de carros e motos formaram a maior carreata da história da cidade, para defender um novo jeito de governar o Ceará.
"Nós temos que ter um olhar diferenciado para a região do Cariri. Muitas coisas precisam ser feitas, como a estrada que liga Juazeiro do Norte a Missão Velha, a implantação do passe único na Região Metropolitana e a ampliação do Veículo Leve sobre Trilhos", defendeu Eunício.
O candidato disse ainda que, neste segundo turno, tem o mesmo tempo na TV e no rádio que seu adversário, o lhe dará oportunidade para mostrar com mais detalhes suas propostas e rebater as mentiras difundidas pela aliança governista. "Agora é olho no olho, frente a frente. O Ceará vai saber quem terá a capacidade de realizar a verdadeira mudança, e somos nós", afirmou.
A carreata teve início no bairro Bela Vista, passou por diversos outros bairros da cidade, como Santo André e Centro, terminando nas Malvinas. Durante todo o trajeto, foi calorosa a receptividade da população, em sinal claro adesão à mensagem da mudança. Várias lideranças políticas de toda a região prestigiaram a atividade, como prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais, entre outras personalidades.

No Datafolha e no Ibope, Aécio tem 51%, e Dilma, 49% dos votos válidos

Pesquisas Ibope e Datafolha divulgadas nesta quarta-feira (15) mostram que o candidato do PSDB, Aécio Neves, tem 51%, e a candidata do PT, Dilma Rousseff, 49% dos votos válidos no segundo turno da disputa para a Presidência da República. A margem de erro das duas pesquisas é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Por isso, os dois estão empatados tecnicamente.
Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.
Em votos totais, Aécio tem 45% e Dilma, 43%, em ambas as pesquisas, o que configura um empate técnico dentro do limite da margem de erro.
Confira todos os números:

Ibope 

VOTOS VÁLIDOS
Aécio – 51%
Dilma – 49%

VOTOS TOTAIS
Aécio Neves (PSDB) - 45%
Dilma Rousseff (PT) - 43%
Branco/nulo - 7%
Não sabe/não respondeu - 5%

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 204 municípios entre os dias 12 e 14 de outubro. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01097/014.

Datafolha

VOTOS VÁLIDOS

Aécio – 51%
Dilma – 49%

VOTOS TOTAIS
Aécio Neves (PSDB) - 45%
Dilma Rousseff (PT) - 43%
Em branco/nulo/nenhum - 6%
Não sabe - 6%

O Datafolha ouviu 9.081 eleitores em 366 municípios nos dias 14 e 15 de outubro. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01098/2014.

MP sugere que Polícia foi “desmobilizada” no 1º turno para favorecer candidato de Cid Gomes

A presença da Força Nacional de Segurança Pública no 2º turno das eleições no Ceará, no dia 26 de outubro, foi solicitada tendo em vista o desemparelhamento da Polícia Militar no Ceará. No documento redigido pelo procurador regional eleitoral Rômulo Conrado, há a teoria de que houve uma limitação nas atividades da categoria por um possível favorecimento da coligação encabeçada pelo governador do Ceará, Cid Gomes (Pros).

O ofício foi enviado para a desembargadora do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) Iracema Martins do Vale, que encaminhou mensagem ao governador, pedindo sua posição em um prazo de 24 horas e indagando se há “possibilidade da garantia da lei e da ordem apenas com forças nacionais”. Segundo a Casa Civil, o ofício da desembargadora chegou no gabinete de Cid na tarde da terça-feira (14). O órgão salientou que ele vai analisar o conteúdo.

Investigação
No dia 5 de outubro, primeiro turno das eleições, uma série de acontecimentos levaram o procurador a redigir o documento. Dentre eles, o principal foi a falta de circulação de viaturas da Polícia Militar, encarregada do patrulhamento ostensivo. Elas se deslocavam apenas quando acionadas pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), o que não acontece diariamente.
Por isso, tramita um procedimento investigatório na Procuradoria Regional Eleitoral do Ceará sobre um possível prática de abuso de poder político realizada pelo secretário de Segurança Pública, Servilho Paiva. Inclusive, o titular da pasta alegou que não houve aquartelamento ou imobilização da tropa, mas que elas se encontravam estacionadas em ponto base.
O Ministério Público Eleitoral constatou “absoluta paralisação de viaturas”, com exemplo da RD 1001, que permaneceu das 6h às 18h estacionada no mesmo local no Conjunto Ceará. Porém, em outros dias, a mesma viatura permanece parada por períodos de apenas meia hora.
“A circulação ostensiva das viaturas nas principais áreas críticas poderia contribuir para eliminar ou impedir a prática de crimes no dia das eleições”, argumenta Rômulo. Além disso, ele aponta que as diretrizes da PM no Ceará indicam que seja cumprido apenas 15 minutos de permanência em um ponto base, após 45 minutos de patrulhamento ostensivo, ou seja, rodando em vigilância.
Receios
O procurador ainda declarou ter temor de que venha ocorrer um “cerceamento” das atividades da polícia. É que foram divulgadas declarações de familiares de Cid Gomes nas redes sociais, que pediam abertura de procedimentos disciplinares para profissionais que realizassem detenções de cabos eleitorais ligados a Camilo Santana (PT), aliado do governador.
“Tais declarações evidenciam uma postura arbitrária e abusiva por parte dos familiares do atual Governador do Estado do Ceará, na medida em que pode criar nos policiais militares em atuação um temor de cerceamento às suas atividades, representando autêntico cerceamento funcional diante da postura da cúpula da segurança pública”.
Aliado a isso, Rômulo ainda somou o fato da recente exoneração de Santiago Amaral Fernandes, ex-controlador-geral de disciplinas dos órgão de segurança público do Estado. “A exoneração ocorrera devido a pressões para instaurar processos contra policiais por declararem voto a candidato de oposição”.
Ânimos acirrados
Outra motivação para a solicitação da atuação da Força Nacional seria um suposto complô de milícias, anunciado por Cid Gomes. Para o procurador, o acirramento de ânimos entre Cid e Capitão Wagner (PR), deputado estadual mais votado e inimigo político do governador, poderia causar desgaste e resultar nas tais críticas.
Além disso, Rômulo destaca que, no dia das eleições, a maioria das prisões envolveram candidatos ou simpatizantes ligados ao atual governador. Por isso, seria imprescindível “a atuação de força policial isenta e eficiente”.
(Tribuna)

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

EUNÍCIO HOMENAGEIA PROFESSORES E REFORÇA PROPOSTAS PARA A EDUCAÇÃO

Defensor histórico dos direitos dos educadores,Eunício 15 prestou homenagem à categoria no programa eleitoral desta quarta-feira, 15, data em que se comemora o Dia Nacional do Professor. A educação foi pauta prioritária dos três mandatos do peemedebista como deputado federal e do atual mandato como senador da República.
O candidato da coligação "Ceará de Todos" aoGoverno do Estado lembrou da articulação que fez para aprovar o Plano Nacional de Educação (PNE) no Congresso Nacional. Eunício classificou o trabalho como "uma das missões que mais me orgulho de ter cumprido".
Graças ao PNE, a educação brasileira passará a receber investimentos da União referentes a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Antes da aprovação da matéria pelos deputados federais e senadores, o índice era de 5,5%. O PIB é a soma de todas as riquezas do país.
Segundo Eunício, essa quase duplicação dos investimentos permitirá uma série de conquistas aos professores. "No Governo, quero ter a satisfação de colocar em prática tudo aquilo que o Plano traz de bom para os nossos professores: valorização, formação continuada e planos de cargos e carreiras para profissionais de todos os níveis de ensino. Meu desejo é que no dia dos professores dos próximos anos, você, professor, e você, professora, tenha mais o que comemorar", adiantou.
Ele destacou os três principais programas que colocará em prática tão logo assuma o Governo do Ceará em 2015: o "Escola mais", que ofertará ensino em tempo integral com mais esporte, lazer e cultura para os alunos do ensino médio; o "Passe livre educação", que concederá a professores e alunos passagens de ida e volta para a escola em dias de aula; e o "Passaporte do estudante", no qual alunos da rede estadual serão selecionado para estudarem no exterior.
Para Eunício, o governante tem um papel para além da oferta da educação formal. "É preciso fomentar outras oportunidades para os jovens. Um primeiro emprego, um estágio... Para esses jovens, a gente tem que ter um olhar de possibilidades em todos os aspectos."

EUNÍCIO REAFIRMA A SAÚDE, A SEGURANÇA E A CONVIVÊNCIA COM A SECA COMO PRIORIDADES

A diferença de Eunício para o outro candidato é que eu tenho experiência, não tenho chefe, não tenho padrinho político, sou independente e tenho as mãos limpas. Sou ficha limpa”.
A mensagem é do candidato do PMDB ao Governo do Estado, Eunício 15, na noite desta terça-feira, 14, em entrevista ao jornal CE TV 2ª Edição, da TV Verdes Mares. 
Na entrevista, Eunício apresentou suas prioridades para um Ceará de todos, por meio propostas concretas para os principais desafios do Estado. Para ele, obras como a ponte estaiada e o aquário não seriam prioridades no seu governo, embora assegure que vá concluir a última por estar em estágio avançado.
“Tenho outras prioridades para o Ceará que, no meu entendimento, são três as mais emergenciais e dramáticas, tanto em Fortaleza como no interior do Estado. Na saúde, vamoscontratar 12 mil novos profissionais na área para cuidar das pessoas. Na convivência com a seca, há uma demanda de três mil poços profundos, quando o estado só perfura 280 por ano. E na segurança, é preciso que a gente reformule essa questão”, defendeu.
Aprofundando o tema segurança, Eunício defendeu a instalação de bases na capital e no interior, que contarão inclusive com helicópteros. 
“Nós tivemos 58 explosões a bancos no interior do estado, somente nos últimos meses. Os bandidos estão tomando conta do Ceará e nada é feito. É preciso reordenar as polícias, reabrir o diálogo, valorizar os policiais e dar eles condições tanto do ponto de vista prático quando de tecnologia, para que eles possam combater o crime organizado no Ceará como um todo”, sustentou.
Outra frente a ser combatida, na avaliação de Eunício, é a prostituição infantil. Para ele, é dever do Estado incentivar cada vez mais o turismo receptivo, de negócios e religioso, como forma de sufocar o turismo sexual. 
Sobre oferecer formação qualificada para o trabalhador cearense, Eunício disse que o estado precisa ir além dos convênios com as escolas técnicas federais. 
“Hoje, são 500 mil os jovens cearenses que estão fora da escola, que não estudam ou trabalham. Vamos fazer uma escola de tempo integral atrativa para dar ocupação e formação de mão de obra qualificada para os jovens do Ceará”, afirmou.
Questionado sobre as eleições nacionais, Eunício reafirmou seu voto na reeleição da presidente Dilma. Ele disse ainda que, pelo relacionamento que eu construiu em Brasília, como deputado federal, ministro e senador, não há dúvida de que, independente de quem for para o comando do Governo Federal, o Ceará não terá nenhuma dificuldade de buscar recursos para investimentos.

"MEU FILHO MORREU PELA MÃO DA DROGA"

"Tem um ano que meu filho morreu pela mão da droga. A violência tá demais. E ninguém faz nada. Minha esperança é você", desabafou dona Maria de Lourdes, 57, e uma das centenas de pessoas que cumprimentaram, hoje (14) pela manhã, o candidato Eunício 15 em mais um dia de diálogo e olho no olho.
Dona Maria, que não consegue deixar de sentir a dor da perda do filho, ouviu do candidato da Coligação Ceará de Todos um compromisso: "isso vai mudar. Confie em mim", pediu Eunício.
Assim como dona Maria, uma multidão queixou-se ao peemedebista nas duas horas de caminhada pelo bairro Álvaro Weyne, em Fortaleza. Além de mais segurança, os moradores reivindicavam melhorias na educação e na saúde. Segundo todas as pesquisas de opinião feitas no Ceará, são essas as áreas que mais preocupam os cearenses.
Eunício 15 visitou casas e pontos comerciais. A cada encontro, o carinho do povo e o reforço quanto às propostas para combater a violência e qualificar setores de saúde e educação, completamente abandonados pelo atual Governo. "Eu sou sua fã. Mas olhe pelos professores, por favor", indicou a educadora Antônia Cláudia, 37.
Quem estava com a varanda de casa decorada com bandeiras do candidato governista rendeu-se à empolgação da Caravana do 15. Em casa ou no trabalho, dezenas de eleitores fizeram questão de conversar com Eunício. De declarar, como seu César Augusto, 48, que "meu voto é seu e ninguém compra. Vamos banir os Ferreira Gomes daqui. Já chega".
E não teve calor de meio-dia que afastasse o povo do próximo governador do Ceará, que declarou: "não dá mais pra viver num Estado onde as pessoas não podem andar nas ruas. Onde os donos de mercearias ficam presos e os bandidos ficam nas ruas. Eu sei que aqui vocês votaram na Luizianne e agora, como eu, vão votar na Dilma", agradeceu.
O candidato reiterou seu apoio à reeleição da presidenta Dilma Rousseff, de quem o PMDB é aliado. "Eu nunca tergiversei na minha vida pública. Todo mundo sabe que eu tenho lado. Não tenho nenhuma dúvida. Minha candidata é Dilma. Vamos pras urnas dia 26 votando 15 de Eunício", conclamou.
Força nacional
Questionado pela imprensa sobre a necessidade de a Força Nacional de Segurança (FNS) atuar no segundo turno para garantir a lisura do pleito no Ceará, Eunício disse dar total apoio à medida. "Para que a eleição seja livre e não haja a compra descarada de voto como teve no primeiro turno", lamentou, lembrando que apoia a medida há muito tempo.
Ontem, a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE-CE) pediu ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) o envio da FNS. O órgão protocolará a demanda junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que notificará o Governo do Estado e questionará sobre a precisão da ajuda. Caso o governador Cid Gomes (Pros) concorde, o TSE deve reforçar o pedido. A decisão final, contudo, cabe à Presidência da República.
Ao contrário da PRE, que recomenda a atuação da FNS em Fortaleza e parte da Região Metropolitana, ele defende a intervenção em todo o Ceará, já que os casos de compra de voto foram registrados majoritariamente no Interior.
"Em Granja, tem várias pessoas ainda presas porque se recusam a dar depoimento sobre quem ordenou a compra dos votos. E as viaturas foram todas paralisadas no dia das eleições. O próprio Ministério Público destacou isso. É preciso a gente viver um novo momento. A população já deu provas claras de que quer mudança."

Lula não virá mais ao Ceará para evitar crise com Camilo e Eunício

Apesar de incluir o Ceará como uma de suas cinco prioridades para o segundo turno das eleições, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afastou qualquer possibilidade de pisar em solo cearense até o dia 26 de outubro.

A exclusão do destino foi resultado da pressão da atual presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), que pretende evitar mal-estar entre seus aliados no Estado, 
Eunício Oliveira (PMDB) e Camilo Santana (PT), que seguem em disputa pelo Governo.

Ao jornal O Estado de S.Paulo dessa terça-feira (14), Lula afirmou que deixará de concentrar esforços apenas em São Paulo e passará a atuar nos Estados em que candidatos petistas e aliados seguem na disputa pelos governos locais. Além do Ceará, Pará, com Helder Barbalho (PMDB); Goiás, com Iris Rezende (PMDB); Rio Grande do Norte, com Robinson Faria (PSD); e Mato Grosso do Sul, com Delcídio Amaral (PT) também estão na lista de prioridades do ex-presidente.

Dentre as metas do petista, o Ceará era uma incógnita, pois não era possível afirmar se seu apadrinhado seria seu correligionário Camilo Santana (PT) ou seu aliado e ex-ministro Eunício Oliveira (PMDB). Ao invés de solucionar a equação, o ex-presidente optou por não vir fazer campanha no Estado, sustentando, assim, o acordo de neutralidade firmado entre ele, Dilma e a cúpula nacional do PMDB.

Por ora, Lula também não irá mais ao Rio grande do Norte. Segue nos planos do petista a ida ao Pará, ao Mato Grosso do Sul e ao Acre, para impulsionar a candidatura de Tião Viana (PT). Segundo o Estadão, também constam da agenda do ex-presidente Amazonas e Pernambuco.

Para frear o falatório em torno da suposta ausência de Lula na campanha de Dilma, antes de partir para suas viagens pelo restante do País, o ex-presidente deve acompanhar a presidente em visita a São Bernardo do Campo, no ABC paulista.


(Ceará News7)