quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Mônica Oliveira visita escola de ballet para crianças carentes

No bairro Carlito Pamplona, um pequeno projeto de ballet é a esperança de muitas crianças carentes. O Projeto "Dançar Para Viver" existe há oito anos e ajuda meninos e meninas a acreditarem em uma vida melhor na ponta dos pés, através do ballet. A futura primeira-dama do Ceará, Mônica Oliveira, juntamente com o Comitê das Mulheres, visitou nesta terça-feira, 16, o projeto e se emocionou com a iniciativa, que nasceu do amor da jornalista Rochana Lyvian pela dança e pelas crianças. Ela defende a iniciativa como um dos caminhos para garantir um futuro melhor para os jovens.
 
A proposta de abrir uma escola de ballet nasceu aos poucos. Em 2006, quando iniciou, lembra Rochana, eram apenas seis alunas. Foi aí que Cícera Ferreira, educadora social e líder comunitária cruzou o caminho de Rochana e lhe presenteou com alunas vindas da comunidade Socorro Abreu, na Barra do Ceará. A partir de então, a sala da casa de Rochana virou uma escola de ballet e, ao mesmo tempo, um local de oportunidade para meninas e meninos carentes.
 
Segundo Rochana, atualmente, são 66 crianças e adolescentes. Com o passar do tempo, a sala da sua casa não comportou mais o número de bailarinas e bailarinos. A jornalista levou um ano para construir um espaço maior para as aulas, sem receber qualquer tipo de ajuda ou doação. A demanda ainda continua, mas infelizmente, lamenta, não há mais espaço para acolher novos alunos. O sustento do projeto vem de sua remuneração e dos alunos que podem pagar e contribuem, por mês, com R$ 35 reais. As demais, 40% das crianças, estudam gratuitamente. O dinheiro mantem o local e paga os três professores de ballet.
 
Das meninas e meninos que estudam no Projeto Dançar Para Viver, Rochana fala com brilho nos olhos. Muitos deles têm uma realidade dura para uma criança ou um adolescente. Os pais e irmãos estão inseridos na criminalidade, no tráfico de drogas, além de presos. Como ela lembrou, algumas das crianças, já estavam se encaminhando para o mundo da prostituição e das drogas.
 
Como muitas são carentes, o collant, a meia calça e a sapatilha são doados. As mães que podem, doam as peças e, dessa maneira, uns ajudam os outros. "É como uma família", define Rochana. Por isso, o projeto vai bem além do ballet. O social está sempre presente. Rochana e os professores acompanham de perto cada um de seus alunos. Para estudar lá é preciso estar matriculado na escola e ter um bom comportamento fora e dentro do projeto. Esse acompanhamento também é feito através da ajuda de uma conselheira tutelar.
 
"A dança é um canal maravilhoso para trabalhar o lúdico e a inclusão social. Há várias metodologias de aprendizagem, trabalho em grupo ou pessoal. Tudo isso repercute em suas vidas, na postura de cada uma.  Além do que, em nosso espaço, cultivamos a importância de cada criança, dos mais antigos motivar os novatos. Hoje somos uma grande família, sem olhar cor, peso e classe social", explicou a jornalista.
 
Ester Cardoso, professora de ballet, abraçou o Projeto Dançar para Viver há três anos. Além de professora, conta, ela também é uma espécie de conselheira e amiga, pois muitas crianças são carentes não só socialmente, mas também de afeto, amor e atenção. Uma delas, lembrou a professora, não participava das aulas, ficava sentada, mas tinha um motivo: fome. "Nos juntamos com as mães e fizemos uma cesta básica. Aqui, uns ajudam os outros", enfatizou.
 
De acordo com Cícera Ferreira, líder comunitária, o projeto é o único que proporciona uma atividade diferente para as crianças do bairro e comunidades vizinhas. De acordo com ela, faltam políticas públicas nas áreas do esporte, dança, arte e cultura, voltadas para as crianças e jovens, que, por não terem qualquer oportunidade, acabam enveredando para o mundo das drogas ou do crime.
 
Apesar do esforço em manter o projeto, Rochana conta que não aceita ajuda de todo mundo. E explica o motivo. "O projeto é tão digno que a ajuda tinha que vir de pessoas dignas", explicou. Por isso, resolveu abrir as portas para Mônica Oliveira, por acreditar que ela e Eunício Oliveirasão pessoas de bem e que verdadeiramente se importam com os outros. "Acredito na honestidade dele. Conheço sua trajetória política e confio que ele será o futuro governador do Ceará. Só assim os projetos sociais serão vistos", considerou.
 
Vanderli Rodrigues, dona de casa, contou que sua filha começou no projeto com apenas dois anos de idades e hoje, com nove anos, é apaixonada por ballet. Moradora da comunidade do Reino Encantado, no bairro Álvaro Weyne, lamenta também a ausência de projetos voltados para a juventude. Se não fosse o Projeto "Dançar Para Viver", afirma, sua filha não poderia fazer ballet.
 
A dona de casa entende que Eunício Oliveira vai trazer uma nova realidade para o Ceará, com um olhar mais voltado para as pessoas carentes. "Gosto do caráter dele, da pessoa e cidadão Eunício Oliveira. Nenhuma atitude dele, até agora, manchou sua conduta e trajetória. Ele sempre está ao lado da família, e cresceu galgando degraus por merecimento próprio e, por isso, merece ser o próximo governador do Ceará", destacou Vanderli.
 
Mônica Oliveira assistiu duas apresentações das crianças e se emocionou com a história do projeto. "Pessoas como você fazem a diferença", disse a futura-dama para Rochana, entendendo que projetos como esse, que possuem um olhar humano para os mais carentes, contribuem para melhorar o Estado.
 
Conforme Mônica Oliveira, o trabalho social, seja através da arte, da dança ou do esporte, é um dos caminhos para garantir um futuro melhor para os jovens. A primeira-dama está trabalhando, juntamente com o Comitê das Mulheres, para a apresentação de um documento com propostas de políticas públicas voltadas às mulheres e também à população para entregar ao futuro governador do Estado.

Denúncia da IstoÉ derruba sessão da Assembleia

A Assembleia Legislativa do Ceará não teve quórum para realização da sessão desta terça-feira (16). Com um plenário esvaziado, os poucos deputados que compareceram comentavam nos bastidores, que o Governo não tinha interesse que a sessão fosse realizada, para evitar que a oposição explorasse a denúncia de corrupção da última edição da revista IstoÉ envolvendo o governador Cid Gomes no escândalo da Petrobras.
Detalhe 1: a Assembleia Legislativa do Ceará só está realizando, durante a eleição, uma sessão por semana, justamente às terças-feiras.
Detalhe 2: o deputado estadual Camilo Santana, que disputa o Governo do Estado pelo PT, não estava presente. Já a deputada Eliane Novais, postulante ao Governo pelo PSB, compareceu.

(Fala Ceará)

Camilo Santana gasta mais que Aécio Neves com contratação de militantes pagos

O candidato do PT ao Governo do Estado, Camilo Santana, gastou R$ 4,3 milhões com militantes pagos, segundo prestação de contas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O valor é maior que o investimento em militantes contratados do candidato a presidente Aécio Neves (PSDB). Através do comitê financeiro do PSDB para presidente, o tucano declarou gasto de R$ 2,5 milhões na rubrica “atividades de militância e mobilização de rua”.
Militantes pagos são aqueles contratados para lotar comícios e caminhadas dos candidatos, segurar bandeiras nas ruas e até mesmo aplaudir o postulante nas devidas ocasiões. As prestações de contas da candidata Dilma Rousseff (PT) e do comitê financeiro do PT para presidente não registram nenhum gasto especificado para militância ou mobilização de rua. Da mesma forma, a candidata Marina Silva (PSB) e o comitê financeiro para presidente de seu partido também não forneceram as mesmas informações.
Em comparação com os demais candidatos a governador do Ceará, Camilo é o que mais gastou em militância paga. Na prestação de contas do candidato Eunício Oliveira (PMDB) ao TSE, também não há informações específicas sobre gastos com militância. Na rubrica “despesas com pessoal”, ele soma gasto de R$ 2,3 milhões. A candidata Eliane Novais (PSB) declarou gasto de R$ 130,9 mil com “atividades de militância e mobilização de rua” e Ailton não registra despesa que esse tipo de atividade. Os dados são referentes à segunda prestação de contas parcial dos candidatos.
(Tribuna)

VAMOS JUNTOS: EUNÍCIO DEFENDE CRIAÇÃO DE SECRETARIA DA JUVENTUDE

As ameaças e perseguições feitas a jovens e líderes esportistas por integrantes do Governo do Estado não impediram que a Tenda da Democracia ficasse lotada na noite desta segunda-feira, 15, para mais uma plenária setorial do movimento "Vamos Juntos".
 
Ao lado do cantor Wesley Safadão, o candidato da coligação "Ceará de Todos" ao Governo Eunício 15, ouviu da juventude cearense e de representantes de classe quais políticas públicas devem ser implementadas. Diante das demandas, Eunício anunciou que, na sua gestão, criará a Secretaria da Juventudepara dar vez e voz às demandas deste segmento da população.
 
"Os projetos de base foram todos esquecidos. Se o governador não adotar as crianças, os traficantes adotam. Se o senhor, Eunício, retomar esses projetos, vamos ter menos crianças nas ruas", disse o presidente da Federação Cearense de Bicicross, William Alcântara Moura, o "William Bicicross".
 
E, denunciou: "líderes esportivos estão sendo pressionados para não estarem aqui".
 
Em cumprimento à legislação eleitoral, Wesley Safadão não se apresentou artisticamente. Contudo, explicou o porquê de ter escolhido Eunício como seu candidato a governador.
 
Lembrando que dois se conheceram quando o Eunício era ministro das Comunicações do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Wesley contou que tem Eunício como um amigo. "Ele ganhou meu voto não foi por isso. Ele ganhou meu voto quando me apresentou as propostas dele para a educação", revelou Wesley.
 
Na opinião do jovem artista, as escolas em tempo integral são a melhor solução para os nossos jovens. "Além do meu voto ele ganhou um aliado. Eu, como cearense, quero ver meu Estado crescer. Se depender do Wesley, governador será Eunício Oliveira. O melhor para o Ceará é Eunício 15. Vamos juntos por um Ceará de todos", declarou, sendo ovacionado pelo público.
Suburbão
 
Representante do futebol amador de Fortaleza, Zé Lisboa reivindicou a reativação do "Suburbão" por parte do Governo do Estado, quando ligas esportivas eram apoiadas pelo poder público para a realização de campeonatos. A capital cearense tem mais de 60 ligas esportivas. Isso representa mais de 600 equipes.
 
"Um dos poucos lazeres que temos na periferia é o futebol. Quando os campeonatos acontecem, os homicídios caem. Porque tá todo mundo ocupado jogando. Hoje, a gente paga pra os jogos acontecerem. Resgate o Suburbão. O senhor representa esperança", disse.
 
Para Eunício, juventude e esportes são duas áreas do Governo que precisam andar juntas. Por isso, ele acredita que somente com uma escola de tempo integral atrativa, com oferta de atividades de esporte e lazer, além de cursos profissionalizantes, fará o jovem sentir vontade de continuar os estudos. Segundo o Ministério da Educação, 52% dos alunos do ensino médio cearense estão em séries erradas.
Secretaria da Juventude
 
"Por meio do esporte, podemos fazer com que muitas coisas ruins deixem de acontecer. A juventude não pode perder a esperança. Tem que ser a realidade hoje e o futuro. E esse Estado tem que dar prioridade para ela. Por isso, vou criar a Secretaria da Juventude", defendeu.
 
O candidato disse acreditar que a juventude terá papel fundamental nas eleições deste ano, dado o seu poder mobilizador nas redes sociais e nas ruas - a exemplo do ocorrido nas manifestações de junho do ano passado.
 
Por também acreditar nisso foi que Luciano Coelho, representante de clubes amadores, lamentou o completo abandono do setor pelo atual Governo. "São oito anos de esquecimento! Fui convidado pra ir pro lado "de lá" e, quando cheguei, ouvi que esporte não dava voto. Quando me chamaram pra cá, eu quase não acreditei que um candidato, enfim, ia se comprometer com o esporte".
 
O "Vamos Juntos" é um movimento da coligação "Ceará de Todos" para colher da sociedade civil sugestões ao Plano de Governo de Eunício. Toda segunda-feira, um segmento é ouvido pelo candidato e membros da coordenação de campanha do peemedebista. Além dos jovens e desportistas, já foram ouvidos produtores culturais, profissionais da saúde e agentes de segurança.

ENTREVISTA: EUNÍCIO PROMETE CONCURSO PÚBLICO PARA 12 MIL PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Eunício 15 governador se comprometeu em realizar concurso público para a contratação de 12 mil profissionais da saúde. A área, uma das mais críticas do Estado atualmente, segundo o candidato majoritário da coligação "Ceará de Todos", precisa mais do que "prédio bonitos", necessita de equipamentos que funcionem e profissionais que atendam a demanda da população. A promessa foi feita duranteentrevistas na TV Verdes Mares,  CETV-1ª Edição, e na TV Diário Jornal do Meio-Dia.
 
Além do concurso, o peemedebista garantiu que construirá dois hospitais, um na região doJaguaribe e o outro na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Porém, argumentou Eunício, não basta erguer os prédios, se não há profissionais suficientes para um atendimento digno aos usuários, entendendo que terceirizar esse tipo de atendimento não é a forma mais adequada.
 
Outra proposta anunciada por Eunício foi o programa "Vida Melhor", que vai permitir aos beneficiários do Bolsa Família receber o 13º no final do ano, no valor de R$ 77 reais, por família. Segundo o pemedebista, os recursos para esse programa serão oriundos do Fundo de Combate à Pobreza (Fecop), que conta com cerca de R$ 600 milhões por ano. O próximo governador do Ceará entende que, para as famílias que estão abaixo da linha da pobreza e que contam com o Bolsa Família, ter R$ 77 a mais, no final do ano, é de grande ajuda. "Significa muito para quem precisa", reforçou.
 
Sobre a seca, Eunício defendeu a necessidade de políticas públicas permanentes de convivência com o semiárido. De acordo com ele, o Estado conta apenas com cinco máquinas perfuratrizes e com previsão de perfurar apenas 300 poços profundos, enquanto a demanda do Ceará é de 3 mil. Além disso, não há, até o momento, nenhuma obra hídrica no Estado. Uma prova dessa realidade está em Itapajé, onde 20 mil pessoas aguardam a construção de uma adutora no valor de R$ 300 mil, que até o momento não foi providenciada.
 
Além disso, ressaltou, enquanto os cearenses sofrem com a falta de água no interior do Estado, o Governo gasta R$ 1,1 bilhão na construção de um aquário. Questionado se vai paralisar a obra, Eunício foi enfático, informando que não seria irresponsável de parar uma obra em que já foram gastas verbas públicas. Todavia, o projeto de construção de um teatro de ópera, na Praia Mansa, que ainda será licitado, esse, garante Eunício, não seguirá adiante, caso seja eleito, pois os recursos irão para áreas mais necessitadas de atenção, como saúde, segurança, educação e convivência com a seca.
 
Eunício deixou claro que o seu programa de governo está sendo construído ouvindo a população. Para cada projeto apresentado, pontuou, há explicação de onde virá os recursos para garantir a viabilidade dessas ideias. "Um programa de governo não pode ser feito dentro de uma sala. Optei em entregar um esboço do meu programa para construir as propostas ouvindo a sociedade", ponderou.
Questionado sobre a segurança pública, Eunício argumentou ser essa uma área que envolve outras, como a educação. Segundo informou, 52% dos jovens de 14 a 18 anos estão fora da escola. As ideia é a escola em tempo integral, apontando que atualmente, apenas 9% das escolas do Governo do Estado contam com esse tipo de regime. Na sua opinião, o tempo integral permite aos alunos fazerem diversas atividades, como o esporte, tornado a escola mais atraente e mantendo esses jovens ocupados.
 
Mais um ponto preocupante, citou, "é a droga". Conforme o peemedebista, não existem programas para tratamento dos dependentes químicos, nem de efetivo combate tráfico de drogas. Além de garantir ações voltadas para essas áreas, é preciso também manter os jovens longe das drogas, defendendo que a educação também é a saída, pois só através da educação os jovens terão oportunidade e formação para enfrentar o mercado de trabalho. 

CARAVANA DA MUDANÇA MOBILIZA O CARIRI NESTE 15 DE SETEMBRO

Uma grande mobilização marcou o simbolismo do dia 15 na campanha da coligação "Ceará de Todos", que apresenta as candidaturas de Eunício 15 governador e Tasso 456 senador. Na manhã desta segunda-feira, uma multidão foi às ruas do município do Crato, na região do Cariri, para defender um novo momento político para o Ceará. Ao lado de Tasso, a futura primeira dama e coordenadora do Comitê de Mulheres do 15Mônica Oliveira, e o vice-prefeito de Fortaleza Gaudêncio Lucena comandaram a atividade com a população do Cariri cearense.
 
A concentração partiu da Praça da Sé, desceu pela rua Senador Pompeu, passando pela Praça Siqueira Campos, e chegou à Avenida José Alves Figueiredo, onde está localizado o mercado público municipal. No local, Tasso, Mônica Oliveira e Gaudêncio conversaram com populares e com os feirantes, ouvindo as principais preocupações da região. Saúde, abastecimento d'água, oportunidades de emprego e renda e segurança pública foram os temas mais citados pela população.
 
Um protesto silencioso estava estampado na entrada do mercado público, por meio de um cartaz com as inscrições: "Justiça para Eduardo, jovem assassinado covardemente". O crescente número de assassinatos no Ceará, a maioria envolvendo jovens, e a dominação das drogas afetando 90% dos municípios cearenses, são realidades a serem enfrentadas com coragem, trabalho e prioridade que o candidato Eunício 15 vem defendendo.
 
A caminhada foi prestigiada por diversos candidatos da coligação aos cargos de deputado federal e deputado estadual, além dos prefeitos do Crato, Ronaldo Mattos, de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo, dos deputados federais Mário Feitoza e Manoel Salviano, dos deputados estaduais Danniel Oliveira, Ely Aguiar e Teo Menezes, do ex-prefeito do Crato, Samuel Araripe, do ex-prefeito de Barbalha, Rommel Feijó, além de personalidades, lideranças políticas e populares de outros municípios da região, a exemplo de Santana do Cariri.
 
Após percorrer todas as galerias do mercado público, bem como da feira livre instalada à frente do equipamento, a caravana do 15 e do 456 retornou à Praça da Sé, por meio da avenida Dr. Miguel Lima Verde. Durante o percurso, que só foi concluído no Comitê Central do 15 no Crato, os candidatos e representantes da coligação cumprimentaram, conversaram e posaram para fotos com os cidadãos, que demonstraram o apoio à mensagem de mudança.
 
Já no comitê, TassoMônica Oliveira e Gaudêncio agradeceram a presença e o carinho da população para com a coligação "Ceará de Todos".
 
Conforme destacaram na ocasião, o candidato a governador Eunício 15 não pôde comparecer a mobilização devido às entrevistas ao vivo que concedeu durante a manhã desta segunda-feira nos estúdios de TVs em Fortaleza.
  
O prefeito do Crato fez questão de enaltecer o simbolismo da atividade realizada nesta segunda-feira. "Hoje, dia 15 de setembro, precisamos reunir não apenas o Crato, mas todo o estado do Ceará, e trabalharmos para que essa união seja benéfica ao nosso estado. Tenho certeza de que, dessa forma, apoiando Eunício, teremos um estado próspero, que cuida das pessoas e que dá exemplo para os demais estados e para o país", declarou Ronaldo Mattos.
 
O prefeito de Juazeiro do Norte também destacou a união da região do Cariri em torno de um Ceará que dialogue com a população e com seus legítimos representantes. "Nós estamos aqui defendendo essa bandeira porque acreditamos na mudança, na certeza de que as coisas vão melhorar e, para isso, precisamos de Eunício Oliveira 15 no governo", declarou Raimundo Macedo.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

EM ENTREVISTA, EUNÍCIO CRITICA BAIXA EXECUÇÃO HABITACIONAL DO GOVERNO DO CEARÁ

candidato da coligação "Ceará de Todos"ao GovernoEunício 15, criticou, na manhã desta segunda-feira, 15, o pouco empenho da atual administração do Palácio da Abolição para reduzir o déficit habitacional do Estado. As declarações foram dadas aojornalista Paulo Oliveira, em programa na AM 810 Verdinha.
Conforme Eunício, havia recurso federalassegurado para a construção de 100 mil casas populares no Ceará. O governo, entretanto, levantou apenas 37 mil unidades. Enquanto isso, mais de 90 mil casas de taipa ainda existem no Estado, principalmente no Interior, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). "No Senado, eu participei para termos as 100 mil novas casas aqui. E sabe quantas foram construídas na área rural? Nenhuma", disse.
peemedebista denunciou que o Governo do Estado tenha desvirtuado a finalidade do Fundo de Combate à Pobreza (Fecop). Parte dos cerca de R$ 600 milhões dessa reserva financeira daria para erradicar as casas de taipa ainda existentes no Ceará. "Pegaram o Fecop e foram comprar helicópteros. Pegaram o Fecop e usaram no VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). Ao invés de construírem casas, tiraram as pessoas das suas casas com o dinheiro do Fecop. Minha origem de menino pobre em Lavras da Mangabeira não aceita que o Ceará esteja devolvendo 63 mil casas porque não fizeram projeto. Eu não vou enganar a população. Vou usar o dinheiro do Fecop pra dar contrapartida pros municípios fazerem moradia pras pessoas. Podem me cobrar."
Além de comprometer-se com a erradicação das casas de taipa, Eunício assegurou que saúde,educaçãosegurança pública e convivência com a seca serão políticas revolucionadas na sua gestão enquanto governador porque serão priorizadas e definidas diretamente por ele.
Hoje, de acordo com o Ministério da Saúde, o serviço de saúde do Ceará só não é pior do que o da Paraíba. Segundo o Ministério da Educação (MEC), 52% dos alunos de ensino médio cursam séries erradas. Conforme a ONG mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal, Fortaleza é a sétima cidade mais violenta do mundo. Balanços da Secretaria Estadual da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) apontam o cometimento de 4.300 assassinatos no Ceará ano passado e 2.966 entre janeiro e agosto deste ano.
Infraestrutura hídrica
Já no tocante à seca, o Governo dispõe de apenas cinco máquinas perfuratrizes e abre somente 300 poços profundos por ano. A demanda atual é de 3.000 poços. "É de cortar o coração o que as pessoas estão vivendo. E eu vejo tanta publicidade. Gente que nunca fez nada dizer que está fazendo tudo. Inverteram as prioridades e o Interior está morrendo de sede. Estão gastando R$ 1 bilhão num aquário enquanto uma máquina perfuratriz custa R$ 1 milhão e, em Irauçuba, a população tem que escolher se compra água ou comida", comparou Eunício.
Ensino integral
O candidato ressaltou a importância das escolas em tempo integral que ele quer implantar quando estiver no Governo. Com a aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE), os investimentos federais no setor saltarão dos atuais 5,5% para 10%. "Vamos valorizar o professor e tirar esses meninos do crack e das ruas, dando uma opção de lazer e cultura no segundo turno", adiantou.
Saúde
Ele também reforçou o compromisso de contratar via concurso público 12 mil profissionais da saúde para colocar pra funcionar os equipamentos construídos pelo atual Governo e que ficaram completamente abandonados do ponto de vista dos recursos humanos. "Não tem gestão. É a obra pela obra. Estão chamando 50 prefeitos pra inauguração de um hospital em Quixeramobim. Mas o hospital está todo por construir. O que está em funcionamento lá não tem o tamanho de uma policlínica. Querem fazer um evento pra enganar as pessoas", alertou Eunício.
Os programas "Passaporte do Estudante" e "Remédio em Casa" também foram enaltecidos pelo candidato. "Estou sendo criticado pelos meus adversários porque quero mandar filho de pobre para estudar fora do Brasil e porque quero enviar remédio pra casa de quem tem diabetes, HIV e doenças crônicas. Eu não quero ficar nas paredes, em placas de bronze. Já tenho mais do que merecia do ponto de vista pessoal. Quero é ficar no coração das pessoas. Quero fazer uma gestão verdadeira, pra cuidar de gente. E esses projetos são fáceis de fazer. É preciso vontade, coragem e discernimento."
Mais emprego
Por fim, Eunício lamentou o fato de a qualidade dos empregos do Ceará ser menor do que a dos empregos gerados no Piauí, estado muito mais pobre. Aqui, somente 13% da população ganha acima de dois salários mínimos. Lá, esse índice é de 15%. "Luto por um Ceará mais fraterno, em que os filhos dos pobres não sofram tanto como eu vejo que sofrem no Interior e nas periferias. Tenho o privilégio de poder dizer que sou amigo do maior presidente que esse país já teve do ponto de vista de cuidar das pessoas. Lula mostrou o que é possível fazer pela sociedade e tirou milhões da pobreza. E é o que eu estou tentando fazer. Queremos melhorar a vida do cearense. Especialmente do cearense pobre."

Ex-diretor cita outras quatro autoridades, diz IstoÉ. Cid entre elas

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa listou o nome de mais um governador, dois senadores e um deputado federal entre os políticos envolvidos com esquema de corrupção na estatal, informou a revista IstoÉ no último sábado, 13, sem apresentar documentos nem especificar as circunstâncias em que eles foram citados.

Paulo Roberto Costa firmou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal e, desde então, tem revelado detalhes de um suposto esquema de desvio de recursos públicos que beneficiaria políticos. O delator está preso em Curitiba.

Doze políticos já haviam sido citados como beneficiários do esquema pela revista Veja, na semana passada. A publicação afirmou que o ex-diretor de Abastecimento e Refino da Petrobras citou um ministro, três governadores, seis senadores e pelo menos 25 deputados.

A IstoÉ incluiu na lista o governador Cid Gomes (Pros), os senadores Delcídio Amaral (PT-MS) e Francisco Dornelles (PP-RJ) e o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ). Não detalhou, contudo, qual a relação de cada um deles com a estatal, com o ex-diretor, tampouco com o esquema fraudulento.
 
Cid nega
Na delação que fez à Polícia Federal, segundo a IstoÉ, Paulo Roberto Costa menciona que negociou com Cid Gomes a instalação de uma minirrefinaria no Estado.

O projeto, ainda de acordo com a revista, seria uma fachada para esquema de lavagem de dinheiro por meio de empresas que nunca sairiam do papel.

À IstoÉ, o governador negou qualquer envolvimento com o esquema. “Não sei quem é Paulo Roberto. Nunca estive com esse cidadão e sou vítima de uma armação de adversários políticos”, disse Cid.

O POVO tentou ouvir o governador, mas seus assessores de imprensa não atenderam às ligações na tarde e na noite de ontem, até o fechamento desta página. (com agências)
fonte: O Povo

LIDERANÇAS POLÍTICAS E COMUNITÁRIAS DE FORTALEZA ADEREM À ONDA VERDE DE EUNÍCIO 15

Um verdadeiro exército da esperança foi formado na tarde deste sábado, 13, em defesa de um Ceará que respeite os anseios do povo. Um ato político marcou a adesão de cerca de 800 lideranças políticas e comunitárias de Fortaleza à candidatura de Eunício 15 governador. Na Tenda Democrática do Comitê Central em Fortaleza, o candidato da coligação "Ceará de todos" acolheu a declaração de apoio reforçando a necessidade da mudança.
Prestigiaram o encontro o deputado estadual Roberto Mesquita (PV), o ex-secretário municipal e estadual Aloísio Carvalho, os ex-vereadores Fortaleza Marcelo MendesWillame Correia,José Freire e Dummar Ribeiro, além de lideranças comunitárias, conselheiros tutelares, agentes comunitários de saúde e de endemias, professores, enfermeiros, educadores físicos, empreendedores e muitos outros cidadãos e cidadãs que não aceitam mais ter as demandas de sua comunidade ignoradas pelo atual governo.
"Eu só quero ser governador para gerir bem do Ceará estado e cuidar da nossa gente. Governar um Estado é algo muito sério, não pode ser alguém tirado do bolso do colete dos poderosos. Quero ser governador para responder apenas a um chefe, que é o povo cearense", declarouEunício, após abraçar e agradecer a presença das lideranças. Segundo ele, para a construção do Ceará de todos, é necessários que todos se unam com muita energia.
Ficha Limpa
Eunício afirmou ainda, que o motor dessa campanha é a verdade. Ao rebater as calúnias que têm sido espalhadas contra ele por apoiadores da chapa governista, o candidato foi enfático. 
"Essa semana, reuniram as pessoas pressionadas pelo poder, para dizer que Eunício Oliveiraestava envolvido com o escândalo da Petrobras. Mas Aquele lá de cima é providencial. Não é montagem. Comprem a revista Isto É dessa semana e vocês vão ver quem está envolvido nessa sujeira da Petrobrás", recomendou.
A fala de Eunício fez referência a uma notícia que aponta o governador Cid Gomes entre os citados pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, como um dos beneficiários do esquema de distribuição de dinheiro da empresa estatal. De acordo reportagem da revista Isto É, Paulo Roberto Costa afirmou à Polícia Federal ter negociado com Cid a instalação de uma minirrefinaria de fachada, que seria usada para lavar dinheiro a ser utilizado em campanhas eleitorais de aliados.
"Estou no meio da rua, de peito aberto, pedindo para ser julgado pela população. Aprovei a ampliação da Lei da Ficha Limpa para que não apenas os políticos eleitos, mas todos que exerçam a função no serviço público sejam ficha limpa", reforçou Eunício. 
Ceará, um Estado livre
Ao destacar que vai cuidar pessoalmente das maiores carências da população, nas áreas da saúde, educação, segurança pública e convivência com a seca, ao lado de Tasso 456 no Senado Federal, ele conclamou: "vamos multiplicar, dizer ao mundo que o Ceará é um estado livre".
Roberto Mesquita afirmou que o povo é quem está procurando Eunício para apoiá-lo. Um dos organizadores do encontro, ele destacou que muitos recursos para as obras feitas pelo Governo do Estado só foram possíveis graças ao empenho dele como líder do PMDB no Congresso Nacional e político respeitado pela presidente Dilma e pelos diversos ministérios
"Infelizmente, para o atual governador, só presta quem se submete. Eunício será o novo governador porque não é covarde e tem vontade de mudar", afirmou.
Marcelo Mendes, por sua vez, assegurou que Eunício será o governador do diálogo, que vai dar vez e voz à sociedade. Ele enalteceu a vontade que as lideranças e a população têm de viver uma nova história, que só será possível a partir da eleição do peemedebista. 
Agradecendo a presença de todos, Marcelo conclamou as pessoas a partirem cada vez mais em busca de apoio. As lideranças políticas e comunitárias também tiveram a oportunidade de subir ao palco da Tenda Democrática e declarar a vontade de trabalhar por um novo momento político no Ceará.

domingo, 14 de setembro de 2014

Bomba! Cid Gomes é denunciado em esquema de corrupção da Petrobras

O ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, personagem central de uma investigação da Polícia Federal e do MPF (Ministério Público Federal) sobre suposto esquema de corrupção na estatal, revelou a procuradores e fontes consultadas pela "IstoÉ" pelo menos quatro novos nomes, de acordo com a revista.
Eles constariam, segundo a reportagem, na lista de políticos que receberam propina em um esquema de desvio de dinheiro público da estatal a partir de contratos superfaturados.
A matéria da "IstoÉ", publicada na noite desta sexta-feira (12), cita os nomes do governador do Ceará, Cid Gomes (Pros); do senador e candidato ao governo do Mato Grosso do Sul, Delcídio do Amaral (PT); do senador e candidato a vice-governador no Rio, Francisco Dornelles (PP); e do deputado federal e candidato à reeleição no Rio Eduardo Cunha (PMDB).
A revista não apresentou documentos nem especificou as circunstâncias em que os nomes foram citados.

'Não sei quem é Paulo Roberto', diz Cid Gomes

Ao UOL, a assessoria de Cid Gomes argumentou que as informações contidas na matéria são apenas boatos. Por meio de sua assessoria, o governador do Ceará corroborou palavras ditas à reportagem da "IstoÉ": "Não sei quem é Paulo Roberto. Nunca estive com esse cidadão e sou vítima de uma armação de adversários políticos". Por fim, informou que pretende processar a revista por calúnia.
A assessoria de Delcídio do Amaral também informou que "já está tomando providências cabíveis" contra o veículo de comunicação. O petista negou todas as acusações e classificou a matéria como "esdrúxula".
Cunha, em seu Twitter, afirmou ontem (12) que o seu nome foi "citado a esmo" [sic] e "de forma leviana" na reportagem. "Óbvio que desafio a mostrar qualquer fato real", escreveu o peemedebista. O deputado federal declarou, ainda, que vai processar a revista e que não foi procurado para dar a sua versão.
Dornelles, por sua vez, não foi localizado pela reportagem do UOL. De acordo com com a "Isto É", o senador fluminense também negou as acusações.

Delação premiada

O relato de Costa, que comandou a seção de Abastecimento e Refino da Petrobras de 2004 a 2012, à Polícia Federal é resultante de uma delação premiada negociada com procuradores federais.
O ex-dirigente da estatal --investigado pela Operação Lava Jato da PF, que apura esquema bilionário de lavagem de dinheiro-- está preso desde junho.
As gravações com os depoimentos de Costa foram divulgadas em reportagem da revista "Veja" em 6 de setembro. A revista citou, na ocasião, 12 nomes de políticos como beneficiários do esquema.
Segundo a "Veja", o ex-diretor citou um ministro, três governadores, seis senadores e pelo menos 25 deputados.

sábado, 13 de setembro de 2014

CAUCAIA: EM CARREATA HISTÓRICA, EUNÍCIO DEFENDE VLT PARA REGIÃO METROPOLITANA

A cidade que mais cresce no Ceará, Caucaia, foi tomada na manhã deste sábado, 13, por uma carreata histórica em apoio a Eunício 15 governadorRoberto Pessoa vice-governador e Tasso 456 senador.
Cerca de 2.300 veículos, entre carros, motos e bicicletas, enfileirados por mais de 15 quilômetros, acompanharam a coligação"Ceará de Todos" no que é hoje o segundo maior colégio eleitoral do Estado.
Apesar de ser o segundo município do Estado também em população, 349,5 mil habitantes,Caucaia ainda sofre com a falta de infraestrutura básica, historicamente negligenciada pelo atual governo do Estado.
Uma das principais deficiências está no setor de transportes. A população sofre com a pouca oferta de meios de locomoção para regiões vizinhas, incluindo Fortaleza.
Diante da situação, Eunício comprometeu-se em integrar a Capital com a Região Metropolitana por meio de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).
"Não temos outro caminho, esse é um transporte barato, rápido e que desafoga o trânsito. Comigo no Governo, vai ser feito", assegurou Eunício à imprensa.
Ele também comprometeu-se com a ampliação dos serviços de saneamento básico e abastecimento d'água da cidade. Em Caucaia, 76% da população não têm ligação de esgoto e 25% sequer tem acesso à água.
"Isso é descaso, é descuido. É o que eu chamo de prioridade invertida do atual Governo. Não tem como a maior cidade do Ceará depois de Fortaleza viver sem a atenção do poder público. Comigo não vai continuar do jeito que está", afirmou.
Mão de obra especializada
Para Eunício, outro setor que precisa de ação emergencial do Estado é a capacitação de jovens. Em diversos momentos da carreata, lideranças e populares reivindicaram a atração de mais indústrias  e o fortalecimento do Porto do Pecém como forma de absorver a mão de obra, principalmente dos mais jovens.
"Não estamos dando a educação adequada para formar jovens com a qualidade e com a demanda que as empresas querem contratar. O Ceará hoje tem apenas 13% de sua população ganhando mais de dois salários mínimos. Os empregos de qualidade estão chegando e a gente precisa formar essa juventude", defendeu o candidato ao governo melhor colocado em todas as pesquisas eleitorais.
O candidato criticou o atual Governo por não ter solucionado o problema do avanço do mar na praia do Icaraí, uma das mais movimentadas de Caucaia. A falta de contenção do oceano tem resultado em prejuízos para comerciantes e população. Propriedades já foram completamente destruídas pela força das ondas.
Praia Mansa
"Ao invés de ter um projeto para isso, o Governo quer fazer um teatro de ópera na Praia Mansa que vai custar R$ 1 bilhão. Esse projeto do avanço do mar já devia estar há muito tempo nas prioridades do Estado", lamentou Eunício.
Outra obra faraônica criticamente lembrada pela população, no valor de mais R$ 1 bilhão, é a construção de um aquário em Fortaleza, dinheiro poderia ter sido investido em obras de saneamento e abastecimento necessários na maioria dos municípios cearenses.
Pelas ruas e principais corredores comerciais de Caucaia, Eunício cumprimentou a população acompanhado de inúmeras lideranças da cidade e da Região Metropolitana de Fortaleza, como o cantor Wesley Safadão.
Outra importante liderança local, o deputado federal e candidato à reeleição Danilo Forte (PMDB) também está com Eunício.
"Precisamos perenizar a água do açude Sítios Novos com a interligação de bacias para resolvermos o problema da falta d'água nos distritos de Capuã e Catuana. Com Eunício, tenho certeza de que isso vai acontecer", citou.
Eunício foi aclamado pelo eleitorado como o verdadeiro candidato da mudança e de dias melhores para os cearenses, junto com Roberto Pessoa na Vice-governadoria e Tasso no Senado.
No município, Eunício tem o apoio tanto do atual prefeito, Dr. Washington (PRB), quanto da ex-prefeita Inês Arruda (PMDB, também candidata a deputada estadual).

UBAJARA E VIÇOSA ABRAÇAM EUNÍCIO E TASSO E CONFIRMAM QUE A SERRA DA IBIAPABA É 15

Investir no Turismo, assegurar políticas públicas de convivência com a seca, atrair indústrias para fomentar a geração de emprego e renda, garantir segurança pública. Esses são alguns dos projetos defendidos por Eunício 15 para a Serra da Ibiapaba. A "Onda Verde" do 15 contagiou os municípios de Ubajara Viçosa do Cearánesta sexta-feira, 12, que pararam para receber o candidato ao governo e Tasso 456 senador. Eles caminharam pelas ruas das cidades e fizeram uma grande carreata com mais de 1500 veículos.
Foram 15 km percorridos entre Tianguá e Viçosa. A carreata terminou com um comício no centro de Viçosa. O evento reuniu cerca de oito mil pessoas, que pararam para ouvir Eunício e Tasso. O peemedebista se comprometeu, se eleito, levar uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para a cidade, que possui apenas um hospital municipal o qual não atende a demanda local. "A situação da saúde no Ceará é de cortar o coração", lamentou Eunício.
 
Uma das maiores lideranças de Viçosa, o ex-prefeito José Firmino (PSD), apontou ser a falta de água a maior demanda do município. De acordo com ele, a perfuração de poços profundos e a construção de barragens resolveriam esse problema e daria condições aos agricultores locais para produzir. Eunício defende que as políticas públicas de convivência com a seca devem ser permanentes e a perfuração de poços faz parte de seus projetos para esse setor. "As pessoas estão morrendo de sede e não se vê a perfuração de poços nem a compra de máquinas perfuratrizes para melhorar essa situação", ponderou.
 
Para José Firmino, Eunício é o homem que vai mudar a história do Ceará, pelo exemplo público que já demonstrou como deputado federal e senador, sempre ouvindo o povo e defendendo os projetos voltados para os que mais necessitam. "Nós acompanhamos o trabalho dele no Congresso Nacional, e acredito que Eunício está preparado para governar o Ceará", defendeu.
 
Segurança
 
Além da seca, a população também pediu incentivo ao Turismo e atenção para a área de segurança pública. As queixas relatadas em Viçosa não foram muito diferentes dos problemas apresentados em Ubajara. O vereador Adécio Muniz (SDD), liderança local, apontou a falta de água na sede e distritos; a ausência de segurança pública, informando ter apenas três policiais para atender 34 mil habitantes.
 
Oportunidades
 
Conforme Adécio Muniz, Ubajara sofre também com a falta de emprego. Ele aponta que a cidade tem potencial para atrair indústrias, principalmente nas proximidades do açude Jaburu. Outro pedido para o município é o desenvolvimento do turismo, com foco no segmento ecológico, como a revitalização dos engenhos e o funcionamento do bondinho todos os dias da semana, já que no momento, ele só opera nos finais de semana. Para Adécio, Eunício vai mudar a realidade do Estado e promover um Ceará mais igual para todos os irmãos cearenses.
 
Segundo Eunício, a Serra Grande apresenta um grande potencial econômico e de desenvolvimento, bastando, para isso, que o Governo invista na região. Na avaliação de Eunício, falta mais atenção para a educação, saúde, segurança, geração de emprego e convivência com a seca. "Vamos para as ruas dizer não aos poderosos, como Tasso fez em 1986. Precisamos de cada homem e mulher nessa luta por um Ceará que realmente venha a ser de todos", convocou.
 
Tasso fez questão de dizer ao povo que está de mãos dadas com Eunício na busca de um Estado melhor, entendendo que política é para servir ao povo. Para o tucano, Eunício tem coerência, ideias e, como um verdadeiro líder, sabe ouvir o povo para tomar as melhores decisões para o Ceará. Na opinião de Tasso, o que o cearense mais quer é dignidade: ter a oportunidade de trabalhar, sustentar sua família e contar com os serviços públicos de qualidade, como saúde, educação e segurança.
 
Durante a caminhada e a carreta pela Serra Grande, o carinho das pessoas era demonstrado através dos acenos e desejos de boa sorte nas eleições. Várias pessoas queriam chegar mais perto de Eunício e Tasso para dar um abraço e tirar uma foto, além de afirmarem que estão ao lado dos candidatos da coligação "Ceará de Todos". Os eventos contaram com lideranças de vários municípios da região como prefeitos, vice-prefeitos, ex-prefeitos e vereadores, além de candidatos aos cargos proporcionais. 

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Artistas declaram apoio à candidatura de Eunício Oliveira ao Governo do Ceará

Os cantores Wesley Safadão, Leonardo e Léo Magalhães, expõe publicamente total apoio a candidatura de Eunício ao Governo do Estado do Ceará.

Eunício ganhou admiração de inúmeros artistas brasileiros por seu desempenho no Senado Federal e por projetos de sua autoria que trouxe benefícios não só a população Nordestina, seu reduto, mas também a todas regiões do país.

Um dos projetos importantes de relatoria do Senador e atual candidato ao Governo, Eunício Oliveira, é a Emenda Constitucional (EC 75/13), mais conhecida como “PEC da Música, que inseta de impostos os fonogramas e videogramas produzidos no Brasil contendo obras musicais de autores brasileiros ou obras interpretadas por artistas brasileiros ou arquivos digitais que os contenham. Assim barateou o produto ao consumidor final e cometendo um ato de justiça com os artistas brasileiros que agora passam a desfrutar do mesmo beneficio concedido ao artista estrangeiro.

EUNÍCIO CONSTRÓI PLANO DE GOVERNO COM OS JOVENS DA CAPITAL E DO INTERIOR

diálogo franco aberto com os cearenses é o que faz a diferença na campanha de Eunício 15 ao governo do Estado. São várias as iniciativas de participação da coligação "Ceará de Todos", garantindo que o cidadão receba o devido retorno dos impostos pagos em forma de serviço público de melhor qualidade. As diretrizes do Plano de Governo formuladas com a presença da sociedade, em ações como o movimento "Vamos Juntos" e as caravanas da juventude, é mais uma.
 
De acordo com o coordenador do Plano de Governo para a juventude, Roberto Wagner, as propostas de políticas públicas para a área estão sendo amplamente discutidas nos encontros realizados em Fortaleza e no interior. Além da coordenação da campanha, participam do momento a juventude ligadas aos partidos da coligação, dos candidatos proporcionais e da população em geral.
 
Já foram realizados três encontros na Região Metropolitana de Fortaleza e um Caririaçu, este contemplando 162 jovens da cidade e de outros municípios, como Lavras da Mangabeira, Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha.
 
Nos eventos, são debatidas as 23 diretrizes já constantes no plano de governo de Eunício e é aberto o espaço para a apresentação de novas propostas. Além disso, conforme descreve Roberto Wagner, os jovens têm a oportunidade de ver e discutir as peças da campanha direcionadas ao setor.
 
Algumas das diretrizes já inseridas no plano de governo de Eunício são:
-  Implementação e cumprimento do Estatuto da Juventude;
-  Meia-passagem intermunicipal para estudantes;
- Criação de incentivos e programas de crédito voltados aos jovens empreendedores:
 - Efetivação da Lei do Estágio e investimento em formação técnica qualificada e que leve em conta as demandas do mercado local;
 - Incentivo à organização e ao protagonismo juvenil;
 - Oferta de tratamento de saúde especializado, incentivo a práticas saudáveis com o esporte, a cultura e o lazer
- E, o combate intransigente ao abuso e à exploração sexual de jovens.
 
Durante os debates, os jovens apresentam opiniões sobre todos os aspectos citados e emitem novos olhares e sugestões. Segundo Roberto Wagner, o contato com a biografia e com as ideias do candidato para a vivência de um novo momento político no Ceará, acaba por motivar ainda mais o engajamento deles na campanha da coligação "Ceará de Todos", que apresenta ainda a candidatura de Tasso 456 senador.
 
Agenda
Os próximos encontros já têm data, local e horário. Nessa sexta-feira, 12, serão realizados dois debates: o primeiro, às 14h, no Comitê Central do 15 no município de Icó; o segundo, às 18h, no Comitê Regional de Iguatu. Na terça-feira, 16, será a vez de Quixadá receber a caravana da juventude, às 19h, no Auditório do CDL.
 
Roberto Wagner informa ainda que todas as regiões do Estado serão envolvidas e cidades-polo a serão divulgadas em breve. Ao final dos encontros, o resultado das discussões será entregue a Eunício, em grande ato na Tenda da Democracia, no Comitê Central em Fortaleza.
 
O sucesso dos debates é garantido também pelo apoio logístico do "Movimenta 15", grupo de mobilização que realiza atividades em defesa da candidatura de Eunício nas mais diversas regiões do Ceará. O grupo, inclusive, está recebendo sugestões pela Internet.
Quem quiser dar sua contribuição, pode enviar um email para o endereço eletrônicomovimenta15@yahoo.com.br e participar do movimento por um Ceará verdadeiramente de todos.
(Fonte: Assessoria de Eunício Oliveira)